“A Desgraça Alheia” ou “Se fode aí, trouxa”

by

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

KKKKKKKKKKKKKKKKK!

Rsrsrsrsrsrsrs!

LOL!

LMAO!

ROFL!

hahahahahaha!

kfbm;prisgjewinfvkldvnoanbmk;fsjbna

Qualquer que seja a risada que você deu depois de assistir o vídeo acima (se você não riu, tem alguma coisa errada com você. Sério. Procure um médico o mais breve possível), uma coisa é invariável: pessoas gostam da desgraça alheia. Quer uma prova? O VMB deste ano.

Mion, "the Padre Adelir style"

Então o Marcos Mion entrou no VMB satirizando o Padre Adelir de Carli – qual é a novidade nisso? Nenhuma; os milhares de blogs de humor já contaram todas as piadas que poderiam ser inventadas sobre o assunto; a festa junina da turma da minha faculdade já tinha utilizado o mesmo artifício cênico (e tenho certeza que não fomos os primeiros). Mesmo assim, as pessoas continuam rindo. “KKKKKKKKKKK”, diz um comentário sobre o vídeo do Mion no YouTube. “LOL!”, diz outro. Enfim, percebe-se que, embora a piada seja velha, o fato desencadeante é suficiente para provocar a alegria da galera.

Mas o que é engraçado sobre o acidente envolvendo o Padre e sua odisséia balonística? Ele passou horas à deriva no oceano; provavelmente passou fome e sede (seus suprimentos não eram tantos); enfrentou tempestades em alto-mar, com temperaturas baixíssimas que provavelmente o levaram a um estado de hipotermia; nesse estado, dores lancinantes acometiam cada centímetro de seu corpo, levando sua mente a um estado psicótico, com alucinações inimagináveis. A morte, quando veio, foi um alívio divino. Ah, e pra completar, o corpo (ou metade dele) foi encontrado dilacerado, putrefato, próximo ao Rio de Janeiro.

“E eu com isso?”

Exatamente. Ninguém pensa no que o Padre passou. E longe de mim querer passar algum tipo de lição de moral sobre o assunto, eu to segurando o riso só de lembrar do Padre falando que não sabia mexer no GPS. Ninguém mandou ser burro, KKKKKKKKKKKK.

Se fode aí, trouxa. Mas então, voltando ao assunto…

Por que as pessoas gostam de rir da desgraça alheia? Não sei, deve ser um misto de sadismo com uma sensação de superioridade, do tipo “comigo isso não aconteceria.” De qualquer forma, a realidade é que certas coisas são tão absurdas que mesmo o mais puro de todos os homens sente dificuldade em sentir empatia pelo próximo. Ou isso é uma racionalização marota pra aliviar minha consciência e no fim do dia eu conseguir dormir tranqüilo. Sei lá.

Tags: , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: